Nome/Razão Social
Produto
Cadastros p/ UF Mun

Logon
Logoff
Me Cadastrar
Alterar meus dados
Colocar meu Link
Ver Links

Ver Cursos

Abelhas Nativas ASF
Espécies x UF

Colocar Pago
Colocar Grátis
Ver Anúncios

Abelhas Nativas ASF
Abelhas APIS
Outros Assuntos

Ver tópicos

Cadastrar / Enviar
Ver / Ler

Mala associativa
Mala comercial
Mala comercial HTML

Bloco de Notas
Favoritos
Últimos Cadastrados
Fornecedores
RSS

Minhas Receitas
Ver Receitas

Fale conosco
Convide um Apicultor

O Que é APISGUIA
Quem somos
Porque é Grátis
Porque me cadastrar
O que é COD-ID
CBA FED ASSOC.
Autorizações
Problemas eventuais

Estatísticas
Estatísticas 2
 
Visitas após 07/2005
5.754.820
IP: 162.158.79.51




Tópico
Criado por: Antonio Carlos Faria
TUBUNAS(Indigenas)


Faria - Notas Sobre - Pindamonhangaba-SP

Tubuna = scaptotrigona bipunctata - (Lepeletier) Peckolt -1.894 - H. Von Ihering -1.903 (PNN)
Latim = triângulos escapelados

Para os visitantes desse tópico,informo que as abelhas indigenas sem ferrão,ja estão classificadas,identificadas,pelos cientistas,professores,biologos,das Universidades brasileiras.
Um arduo trabalho,dias,noites e meses nas pesquisas desses maravilhosos insetos.
Tem muito apicultor,meliponicultor,nos sertões,fazendas,sitios,chácaras e até nas cidades,criando as mais variadas espécies dessas abelhas brasileiras.
Discrevo aqui,pesquisas e averiguações pessoais no litoral norte paulista,no ano de 1.988.
Tubuna - abelha indigena sem ferrão,com peculiar cheiro de côco,proprio da espécie,as diferenciando das demais do gênero.
Uma espécie interessante de abelha,cria,cêra,potes,tudo cheiro de côco,muito bom.
É agressiva para quem se aproxima de sua moradia(ninho),e as abelhas enrolam nos cabelos e vão até o pé do cabelo,para mordiscar o couro da cabeçs,e por entre os dedos,e orelhas,as partes mais sensiveis do corpo humano.
Nesse caso,tem que usar véu e macacão para manipula-las. A mais cheirosa abelha entre as scaptotrigonas.
Em 15/10/88 - O apicultor Miguel Fernando,achou um enxame de tubunas num velho tronco, na cidade de São Sebastião.Trouxe para seu meliponario em Caraguatatuba,e colocou em caixas núcleo de apis mellifera,retirando os quandros,ficando a caixa livre para elas. Como o enxame era forte,a torre de cria alta,dividiu em duas caixas.
Os enxames se desenvolveram bem nas caixas,produzindo dois litros de mel por caixa no fim desse ano de 1.988. Mel doce,bom.
Em 28/03/93 - Fui a cidade de Ubatuba,com os amigos Miguel Fernando e Antonio Lippi,retirar um enxame de tubunas que estava numa pretuberancia vegetal da árvore de
embaíba(cecropia palmata),famila das moráceas,a árvore do bicho preguiça(ele come o broto dessa planta).
em baixo de um aguaceiro de verão retiramos o enxame e colocamos na caixa,sendo atacados pelas formigas embaubanas(sarassarás-sassarás).
De costume,viemos a noite e levamos a casa do Miguel em Caraguatatuba,onde pusemos a caixa entre os enxames de tubunas que vieram de Saõ Sebastião,para poder haver um cruzamento consanguineo,que aconteceu meses depois,com o fortalecimento de todos mos enxames.
Dois casos interessantes,aconteceu com as abelhas tubunas.
1 - Houve um cruzamento com espécies pretas do mesmo gênero,as abelhas modificaram a corneta de entrada de uma das caixas de núcleo,fazendo um tubo reto e preto.
Abrimos pra ver a cria tinha células escuras nos favos dos discos,mas a dois meses,voltou ao normal,abelhas marrons como era antes.
2 - Miguel tinha uma árvore de cabeluda,no quintal,estava definiando,poucos frutos.
Cabeludeira - eugenia tomentosa (mirtaceas),flores em forma de murtas (fiapos),e na florada as abelhas tubunas,as únicas que conseguiram polinizar,essa planta,que melhorou e deu uma super produção de frutos,chegando a doar aos vizinhos.
Abelha tubuna,indigena sem ferrão,boa produtora de mel,pólen,abelhas limpas,vale a pena criar em meliponários.
Faria A.C/2009
faria.orchs@yahoo.com.br
Respostas

Nenhuma resposta cadastrada!